Ouvir o Documentário

A relação dos trabalhos selecionados para a composição dos GTs pode ser conferida aqui.

Em decorrência de problemas quanto à logística e infraestrutura, comunicamos que a realização do evento foi adiada para o período de 21 a 24 de novembro. Contamos com a compreensão de todos os interessados e nos preparamos para que, com a nova data, o evento tenha o suporte necessário para seu bom desenvolvimento. Quanto às palestras “Stop, look, listen: the sound of documentary film” (“Pare, olhe, escute: o som do filme documentário”), do pesquisador norte-americano Bill Nichols, professor no Departamento de Cinema da San Francisco State University, serão mantidas nos dias 23 e 24 de outubro.

.***

O Seminário Internacional Ouvir o documentário: música, vozes e ruídos tem como objetivo principal contribuir para a pesquisa e para a reflexão acerca de questões comunicacionais, técnicas e estéticas relativas aos aspectos sonoros dos documentários. Ao privilegiar a análise de tais elementos, visa, igualmente, suprir uma lacuna importante da produção acadêmica recente sobre os documentários, que notadamente tem privilegiado a análise de seus elementos visuais.

Idealizado em parceria entre a Universidade Federal do Recôncavo Baiano (UFRB) e a Universidade Federal da Bahia (UFBA), busca intensificar o trânsito interdisciplinar e interinstitucional entre as Universidades, contribuindo para as estratégias de descentralização da produção e reflexão acadêmica, ao propor a realização das atividades do encontro nas cidades de Cachoeira e de Salvador, respectivamente no Centro de Artes, Humanidades e Letras (UFRB) e na Faculdade de Comunicação (UFBA). Simultaneamente, o evento objetiva o intercâmbio entre pesquisadores de outras instituições de ensino e pesquisa nacionais e internacionais que se dediquem ao estudo da temática, atuando, assim, para a ampliação do campo do conhecimento sobre aspectos sonoros dos produtos audiovisuais.

A proposta do Seminário Internacional Ouvir o documentário: música, vozes e ruídos se vê vinculada a um contexto de diálogos multidisciplinares, em que se espera que a imbricação entre as áreas de cinema, televisão e música se constitua enquanto objeto de reflexão.

.